Mar.

novembro 13, 2005

Olhos tristes

Não gosto das lutas com as coisas que aleijam as outras pessoas que gostam e não querem perder. Amo cada ruga de amor, de espera. Não gosto de gumes que partem.


"Menina dos olhos tristes
o que tanto a faz chorar
o soldadinho não volta
do outro lado do mar

Vamos senhor pensativo
olhe o cachimbo a apagar
o soldadinho não volta
do outro lado do mar

Senhora de olhos cansados
porque a fatiga o tear
o soldadinho não volta
do outro lado do mar

Anda bem triste um amigo
uma carta o fez chorar
o soldadinho não volta
do outro lado do mar

A lua que é viajante
é que nos pode informar
o soldadinho já volta
está mesmo quase a chegar

Vem numa caixa de pinho
do outro lado do mar
desta vez o soldadinho
nunca mais se faz ao mar"


Música: José Manuel Cerqueira Afonso dos Santos, dito José Afonso (1929-1987)
Letra: Reinaldo Edgar de Azevedo e Silva Ferreira, dito Reinaldo Fereira (1922-1959)
Incipit: Menina dos Olhos Tristes
Origem: Algarve (Faro)
Data: ca. 1962-1963

2 ondas:

  • At 5:33 da tarde, Blogger solquartocrescente said…

    Oh! Q giro este vosso blog.
    E tantos de vós amigos meus :)

    O mais giro q não sabia era ser o mar, navios passados e uma fotografia de estrelas do mar

    Sinto-me acompanhado ;)
    Beijinhos e abraços a todos!

     
  • At 8:25 da tarde, Blogger Nuno said…

    "Menina dos olhos tristes"... descobri-a há uns 3 anos, quando me dei conta que tinha crescido. Tão linda. Já a ouviste com a voz do Adriano Correia de Oliveira?

    PS: Gostei da visita que fiz, e vou voltar para ir lendo o que for aparecendo.

     

Enviar um comentário

<< Home